Apesar da recente crise financeira, o mercado brasileiro tem apresentado um forte crescimento nos setores de inovação, automação e gestão em tecnologia da informação. Esses fatores impactaram diretamente a atuação dos departamentos de TI, que deixaram de adotar uma abordagem de suporte, passando a influenciar diretamente as decisões estratégicas de uma empresa.

Para compreender melhor o panorama desse assunto, recorremos ao estudo publicado em 2016 pela Associação Brasileira das Empresas de Software (ABES), que abordou algumas estatísticas do mercado de TI no território nacional. Segundo os dados, 2015 apresentou um crescimento de 9,2% — contra apenas 5,6% em relação à média global. As projeções ainda apontam crescimento para os períodos seguintes, portanto, é válido voltar a atenção para essas oportunidades.

Mas e você, leitor? Sabe qual a importância do papel de um gestor de TI para garantir o sucesso diante dessas questões? Esse será o tema abordado em nosso artigo. Confira!

Responsabilidades na gestão em tecnologia da informação

Como foi apontado, o setor de TI mudou, e muito, nos últimos anos. Tal evolução acarretou uma série de novos desafios para a gestão de recursos e estratégias de uma organização. Dessa forma, é simples perceber como basicamente qualquer negócio depende da comunicação e da internet para desempenhar suas atividades principais.

As maiores demandas requerem experiência em:

  • Gerenciamento de tecnologia da informação e sistemas automatizados;
  • Planejamento, organização e avaliação das operações de TI e dados eletrônicos;
  • Tendências e implantação de inovações, como Cloud Computing, Big Data Analytics, Internet of Things;
  • Metodologias de venda, marketing e relacionamento com o cliente.

Crise econômica x novas oportunidades

Imagine uma empresa prestadora de serviços em que é necessário gerenciar dados dos clientes, oferecer suporte e garantir um padrão de qualidade para cada nova negociação. Seria impossível seguir com a atividade sem adotar uma solução tecnológica de ponta.

Se no lugar de gerenciar dados dos clientes a empresa adotasse uma plataforma automatizada para armazenar e analisar informações, poderia garantir suporte remoto e com um custo muito menor em relação aos métodos tradicionais; prestar os serviços por meio de um software que, além de avaliar as especificidades de cada cliente, ainda oferecesse uma metodologia de trabalho com foco em excelência e produtividade.

Enfim, é fácil perceber, principalmente em um cenário de recessão econômica, como o papel da gestão em tecnologia da informação é importante para agregar valores de competitividade a uma empresa que quer reduzir custos e ainda se destacar.

Papel do gestor

O gestor, antes de tudo, é o líder estratégico por trás dos processos de gestão em tecnologia da informação. Além de desempenhar atividades de organização da equipe e planejamento de tarefas para garantir a otimização de uma área, é ele quem trabalha em conjunto com os diretores da empresa para a decisão de quando adotar uma nova ferramenta ou software para o negócio.

Nesse cenário, é imprescindível firmar parcerias com equipes de consultoria e buscar um relacionamento que direcione a organização para as novas oportunidades do mercado. Todo investimento é importante, então deve ser direcionado para acompanhar as tendências do mercado.

Já adota uma abordagem eficiente diante da gestão em tecnologia da informação? Aproveite o campo de comentários para deixar dúvidas e compartilhar a sua opinião conosco!