Carlos Mota
Diretor Comercial da Inove

57% dos projetos de ERP implementados no mundo custaram mais do que o budget determinado, segundo pesquisa da Panorama Consulting. Dentre as razões, estão: expansão do escopo inicial (24%), imprevistos técnicos ou problemas organizacionais (21%) e problemas com a equipe (19%).  Todas estas adversidades têm uma origem em comum: ausência parcial ou total dos usuários-chave nos projetos de ERP.

Porque os usuários-chave são importantes para projetos de ERP?

A importância da participação destes funcionários vai muito além do briefing inicial. Eles estão presentes no dia a dia da empresa e sabem exatamente as necessidades de suas equipes e as dores do negócio. O briefing inicial serve apenas como um norte para a equipe de implementação, que precisará de novos direcionamentos ao longo do projeto. Se esta condução for realizada de forma superficial, o tempo de implementação certamente será estendido e o projeto necessitará de uma série de ajustes, gerando mais custo.

Sendo assim, é essencial que os usuários-chave de cada área impactada sejam atuantes nos projetos ERP, tornando-se um braço estratégico da equipe de consultoria responsável pela implementação.

Mas, como disponibilizar integralmente colaboradores tão importantes para o negócio, sem deixar de lado as tarefas do dia a dia?

Como ter um usuário-chave 100% dedicado em implantar um ERP?

Uma solução bastante interessante é a contratação de funcionários temporários para realizar as tarefas dos usuários-chave. Com uma equipe igualmente qualificada, as atividades cotidianas serão realizadas normalmente, e este custo da contratação será absorvido pela redução do tempo de implementação do projeto, que pode atingir níveis de 30% a 40%. Os usuários-chave, por sua vez, terão 100% de seu tempo dedicado ao projeto, o que permite mais eficiência para alinhar os objetivos da implementação e solucionar as dificuldades do negócio.

Embora a troca pareça “seis por meia dúzia”, a vantagem aqui está na maior assertividade do projeto de ERP, trazendo mais benefícios operacionais, satisfação de todos os usuários impactados e implementação mais estratégica e adequada ao negócio. Com isso, é possível ter retorno do investimento já em curto e médio prazo e evitar retrabalhos, que geram gastos muito altos.

Projetos de ERP: custos X prioridades

Implementar um projeto de ERP é um processo longo, com custo significativo e que demanda muita energia dentro da empresa. A mesma pesquisa da Panorama Consulting aponta que 35% das companhias destinam de 1% a 3% de suas receitas anuais para implementar o ERP, e 20% reservam de 3% a 5%. Portanto, vale ressaltar a importância de uma implementação eficaz e adequada ao modelo de negócios. Afinal, um projeto de ERP não é apenas a instalação de um software para depósito de informações, e sim uma solução estratégica para aumentar a eficiência dos serviços e alavancar os negócios.

Fonte: Freepik