Big Data e Business Intelligence são dois conceitos que vêm ganhando bastante espaço no mundo dos negócios. Apesar de ambos tratarem de dados e estratégias, eles possuem formas de trabalho e técnicas muito distintas.

Você conhece a diferença entre eles? Se não conhece, fique tranquilo, pois preparamos um post em que detalharemos tudo para você. Fique conosco e confira!

O que é Big Data?

Vivemos na sociedade da informação e, dessa forma, um número incontável de dados circulam entre as pessoas por diferentes meios. Dentre essa imensidão de dados, há aqueles que podem ser analisados e processados em uma velocidade muito alta.

Nesse sentido, surgiu o conceito de Big Data, que se refere a ao conjunto de tecnologias capaz de tratar de todo esse volume de informações — sejam eles estruturados ou não — por meio de diferentes formatos e velocidades.

O que é Business Intelligence (BI)?

Business Intelligence é um tipo de inteligência que envolve a coleta, processamento, sistematização, análise, compartilhamento e supervisionamento das informações que, de alguma forma, são de utilidade à gestão dos negócios.

Além disso, ela também envolve todas as tecnologias, técnicas e metodologias que transformam uma enorme quantidade de dados brutos em um conjunto de informações que façam sentido e que, por conseguinte, sejam úteis para a tomada de decisões estratégicas.

E qual a diferença entre Big Data e Business Intelligence?

Até agora vimos uma rápida conceituação de cada um dos termos. Mas qual é a diferença entre eles exatamente?

Como vimos, a BI tem o seu foco em coletar, organizar, transformar e disponibilizar dados para, posteriormente, serem utilizados na tomada de decisões.

A solução de BI apresenta aos gestores ideias e tendências para que eles consigam criar diretrizes eficazes e corretas, além de permitir uma análise detalhada e exata da empresa feita com antecedência e lisura.

O Big Data, por sua vez, não se preocupa tanto com a exatidão com das informações fornecidas. Seu foco está no processamento de dados na busca de novas descobertas e correlações. Ou seja, o Big Data nem sempre nos dará correspondências cujos motivos nós conhecemos, pois pode ser algo jamais estudado ou concebido.

Como essas soluções se complementam?

Como podemos perceber até agora, os conceitos de BI e Big Data são bastante distintos entre si. No entanto, é possível uni-los para trabalhar conjuntamente e obter um melhor resultado de análise e compreensão dos dados.

Isso porque a própria implementação do Big Data exige que já se tenha uma certa maturidade em BI. O Big Data é um recurso complexo e requer que a organização já tenha alguma experiência e familiaridade com soluções que envolvam a análise de uma grande quantidade de dados. Assim, caso uma organização implemente o Big Data sem ter previamente implantado nenhum tipo de solução analítica, as chances de fracasso são muito grandes.

Frente a tudo isso, podemos concluir que, se de um lado a BI trata de perguntas conhecidas e das nossas próprias concepções iniciais sobre o assunto, de outro, o Big Data envolve todo um universo de questionamentos e possibilidades com as quais ainda não tivemos contato. Os dois são complementares e indiscutivelmente importantes para que as organizações consigam aproveitar suas informações de maneira adequada e que traga resultados.

Gostou do nosso texto? Você já conhecia a diferença entre Big Data e Business Intelligence? Compartilha nosso texto nas redes sociais para que seus amigos também possam ficar por dentro do assunto!